Instalar o Ubuntu em um Pendrive, preparando para o AptOnCD. parte 1


ubuntu-logo001Quando se é feita uma instalação do Windows no PC de alguém é apenas instalado o S.O deixando o PC apto apenas para navegação na internet e as vezes nem isso. Depois começa-se o ritual de instalação de Anti-Vírus, aplicativos de gravação de CD’s DVD’s, office, codecs, etc e tal. Isso sem falar nos drivers de muitos dispositivos.

Quando a instalação é de uma distribuição Linux, seja ela Fedora ou Ubuntu, para citar apenas duas, o usuário além de ter uma instalação mais rápida ao término da mesma já esta instalado suite de escritório OpenOffice, gravador de CD/DVD, programas para torrent, aplicativo de bluetooth, cliente de mensagens instantaneas , editor de imagens, firewall e não vai precisar instalar anti-vírus e no que diz respeito a hardware tem um ótimo reconhecimento. Leia mais deste post

Instalar programas no Linux: É ou não é difícil?


ubuntu0512Uma coisa que não me agrada muito no linux é o fato da instalação de programas, não que seja difícil e sim porque é necessário uma conexão com a internet, pois no fundo é até mais fácil instalar um programa no Linux do que no Windows, utilizando os gerenciados apt-get e yum.

Um Exemplo: Para instalar um programa no Linux (Fedora ou Ubuntu) basta um: #yum/ apt-get install “nome do pacote” e aguardar um pouco e o programa sera instalado no seu computador. Leia mais deste post

É sempre bom ganhar um presente.


0821_215321

Como eu disse no post passado eu ganhei um exemplar do Livro – Linux, Entendo o Sitema”  autor “Carlos E. Morimoto” do site  Guia do Hardware.

Devo agradecer mais uma vez a @julianasardinha

e o Dicas Blogger por este presente e deixar o meu relato de inveja aos que ganharam as camisetas, porque o de melhor texto era uma missão impossivel dado o alto nível dos concorrentes. Parabéns a todos também, porque todos ganham com o Dicas Blogguer.

Fotos do livro. Fotos tiradas em um A1200 e fonte de luz duvidosa, ehh pobreza.

0821_214858

0821_214826

Os 7 melhores clientes do twitter para linux.


Twitter, o fenômeno do momento onde várias polêmicas foram criadas e que segundo dizem é coisa de velho (graças aos deuses)  não esta orkutizando como parecia o andar da carruagem até os #Famosos  – os sem conteúdo – estão voltando para a caverda da qual saíram. Mas nada disso tem a ver com o post que na verdade é sobre os clientes do twitter usados no Linux, os  7 mais para ser mais exato e sem mais preâmbulos vamos a nossa listinha.

“Nem só de TwitteFox viverá o internalta” “twitterious cap. 4, Vers. 5”

  1. TweetDeck – Dá para fazer a maioria das coisas que se faz na web como dar unfollow, follow, RT, reply etc, já tem um encurtador de url embutido e dá para configurar junto com o facebook. É separado em colunas  o que o torna bem fácil de entender, para instalar ele no fedora 11 siga esse tutorial.
  2. twhirl – conexões multiplas com contas do Twitter, laconi.ca, Friendfeed e Seesmic também já vem com encurtador de url (using digg.com, bit.ly, snurl, twurl or is.gd) configurável também para o Facebook e Myspace. – Não usei mas me parece bom, também requer o Adobe Air instalado assim como o TweetDeck.
  3. Qwit – Baseado no QT4 fica melhor se rodando junto com o Kde, não tem muitos funcionalidades, apenas o básico, mas é usável. Tem gente que “tweeta” da web, não é verdade?
  4. Spaz – Também precisa do Adobe Air instalado, gostei mais do que Qwit, como todos os outros tem encurtador de url, aceitas outros temas e o interessante é que ele tem em separado os seus followers e followings entre outras perfumarias.
  5. Choqok – rápido, leve e eficiente, sem muitas frescuras é um ótimo cliente para Kde. Tem integração com o Twipic.com, mas o seu encurtador de url é acionado automaticamente quando tem uma url maior que 30 caracteres (talvez o seu maior defeito), requer o Kde4 instalado.
  6. Gwibber – Cliente do Twitter para o Gnome, aceita temas, tem procura por #hashtags, dicionário e encurta as Url’s automaticamente. Nos meus testes a única coisa ruim que eu achei dele é que ele perde a conexão com o servidor depois de um tempo sem tweetar, espero que concertem isso logo.
  7. Twitux – É leve e funcioanal mas é feio, não tem um bom designer, além de que se o Avatar da pessoa for grande ou fora do padrão o twitux ira mostrar a foto muito grande.

Esses foram alguns exemplos de como interagir com o twitter sem ter que estar no site ou usar o TwitterFox (Add-on para o firefox).
Instale um desses, eu indico o TweetDeck, e boa tweetada.
Via Linux Today

Hi, I’m Linux.


Hi, I’m a Mac. Hi I’m a PC. A maioria dos comerciais virais, e vídeo-paródias que são encontrados no youtube começam com essas frases, são vídeos engraçados bem elaborados e que mostram a guerrinha friazinha entre Steve Jobs e Bill Gates, mas no youtube podemos encontrar ótimas surpresas. Foi o que aconteceu com esses vídeos que eu achei por acaso depois de levantar algumas bandeiras no youtube por causa de Sistemas operacionais.
Primeiro com os da Novell que me fizeram dar risada, com a premissa que o seu Linux esta pronto.
Os da IBM parecem ser mais antigos mas são bem futuristas, (parecem feitos em Mac’s) são agradáveis de se ver e um que não sei quem fez mas mostra Pinguins, quer bicho mais bonitinho que Pinguim? Eu sei o Tux é meio tosco mas eu me refiro ao bicho mesmo vivo in nature.

Quem esta certo e errado a respeito de qual sistema operacional é o melhor?
A resposta é todos estão certos, pelo menos é o que acreditam. O sistema operacional que você usa é o melhor para você porque atende às suas necessidades e ponto final (menos o Vista, esse não é bom nem para o Bill Gates).
Por isso quando eu falo do Linux para alguém não digo: -Use que é melhor. Digo: -Use.
Agora se você estiver confortável com o seu  S.O. fazer o que né ninguem é perfeito.

Vejam os Vídeos.

Comercial da IBM.

Pinguins Voando.

Google Chrome Os , O Sistema operacional para Netbooks.


098-chromeA (empresa) Google (que dispensa apresentações) entra de verdade na briga dos sistemas operacionais, e não é com o Android, o novo sistema se chama Google Chrome OS (isso vai ser interessante).
Seu alvo inicial será os netbooks que estarão no mercado na segundo semestre de 2010. O prazo se explica porque segundo a empresa estão procurando por parceiros e entrando em contato com a comunidade open source para discutir, compartilhar ideias e mostrar as suas de como um sistema operacional feito para o usuário final deve ser.
O Google Chrome OS rodara nas plataformas x86 e ARM e será baseado no Linux. Velocidade, simplicidade e segurança são as chaves para o Google Chrome OS que sera construído para em questão de segundos dar boot e já esta conectado a internet.

Ao que tudo indica, o Google Chrome OS será um sistema operacional web(computação de Nuvem), ou pelo menos misto, pois segundo a própria Google ele será projetado para pessoas que gastam a maior parte do seu tempo navegando na Web, esperem integração total com o produtos Google (gmail, gtalk, google docs, picasa, google reader e etc) em forma de Gadgets no desktop.

Nós ouvimos o usuários e a mensagem é clara – computadores precisam melhorar. As pessoas querem acessar os seus email instantaneamente, não querem ficar esperando o navegador carregar ou o computador dar boot. Eles querem que seus computadores não percam performance ao longo do tempo. Eles querem que seus dados sejam acessíveis onde quer que eles estejam e não se preocupar em fazer back-ups ou de perder o seu computador. Há coisas mais importantes do que ficar horas configurando o sistema por causa de uma nova peça de hardware ou ficar baixando atualizações de softwares. Trecho tirado do blogue do Google.

**Digno de Nota. Alfinetada da (empresa) Google. O google chrome – o brownser – foi desenvolvido para pessoas que gostam e gastam muito tempo navegando na internet, mas roda em sistemas operacionais que foram idealizado em uma era que ainda não havia Internet (pelo menos não para todos). O que exatamente ela quis dizer? O futuro vai nos responder. Ficarei aguardando, muito curioso por sinal, pois a Google não entra para perder e nesse caso esta entrando de sola na canela.
Será que por causa do Google Chrome OS, o Windows 7, será um fracasso em netbooks? Será que dessa vez o Google vai mesmo dominar o mundo? Somente  o tempo dirá.

Link para a matéria completa, em inglês.