Insegurança na internet, de quem é a culpa?


Segurança na internet

Hoje vamos fazer um exercício mental.

Se você estivesse na rua e uma pessoa devidamente vestida se apresentasse como se fosse do banco em que você tem conta e pedisse uma série de informações pessoais sobre você e a sua conta bancária (ag, cc, senha, RG, CPF) e por acaso você as fornecesse e por este motivo sua conta no banco fosse limpa por tal pessoa você culparia quem? A rua porque foi nela que o sujeito o(a) abordou? A polícia por deixar as pessoas pedirem essas informações a você na rua? O Banco por liberar o saque do seu dinheiro, mesmo que você tenha passado as informações necessárias para alguém que não você pudesse fazer tal saque? De quem é a culpa? É claro que é sua.

Se ao invés da rua, o lugar que a tal pessoa pedisse suas informações de banco fosse a internet; via um email em nome do banco, um link em uma página fake ou até um telefonema em nome do banco pedindo confirmação dos dados? Você daria esses dados? A resposta da maioria (eu espero que sim) deve ter sido: Um sonoro “Claro que não!” O triste fato é que, ao contrário do primeiro caso onde praticamente 100% (digo praticamente porque tem sempre um otário para cada golpe) não dariam os dados e se possível alertaria as autoridades se conseguisse, muitas pessoas entregam os seus dados e ainda agradecem por estarem se preocupando com o cliente. Pois é na internet o culpado nunca é o usuário (coitadinho dele) ele foi roubado e ainda querem atribuir a ele a culpa por limparem sua conta bancária e não vão devolver o dinheiro. É a mesma coisa se alguém estiver em algum lugar e vir uma placa: PERIGO, NÃO ULTRAPASSE, ela não vai passar, espero, mas na internet provavelmente ele acessaria o link mesmo correndo perigo de pegar um vírus.

A grande diferença da internet e da vida real, é que a internet passa uma falsa sensação de segurança, o usuário não vê um perigo real para a sua vida na internet, por isso entra onde não deve, clica onde não deve, “baixa” o que não deve e assim esta contribuindo para ficar mais pobre e ter a sua vida pessoal aberta (isto é se a vítima já não tiver Orkut) porque estas são apenas algumas das muitas maneiras de infectar computadores com trojans e vírus que roubam informações do seu computador.

Concluindo a internet não pode ser culpada pela desinformação do usuário (olha ele ai de novo) e o “eu não sabia” não é mais aceito como desculpa para pedir restituição de danos.

A internet é um campo onde se proliferam as mais diversas formas de vida e por mais incrível que pareça a que mais se reproduz é o usuarius burrus seria um reflexo da vida real?
Esta obra esta licenciada sob uma Licença Creative Commons. Alguns direitos reservados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: